Início » Carros » Camaro 2016: O polêmico da Chevrolet

Camaro 2016: O polêmico da Chevrolet

Anunciado na metade de 2015, o Camaro 2016 não possui uma tarefa fácil: deve manter os níveis de venda enquanto compete com as novas tendências do mercado automobilístico – especialmente com a nova proposta de seu maior concorrente nos EUA, o Ford Mustang.

O Mustang surpreendeu com o anúncio de uma motorização mais econômica e menos potente, o que representa um movimento muito singular no mercado de muscle cars americanos. Vale lembrar que, ao contrário da Ford, a Dodge lançou uma versão do seu clássico Dodge Challenger com inacreditáveis 717 cavalos de potência.

Frente ao concorrente, a Chevrolet apostou em um Camaro 2016 com três opções de motorização, com o intuito de atender às novas demandas, sem ofender os puristas que não esperam nada menos do que um bom e potente V8 sob o capô de seu Camaro.

Leia também: Camaro 2017 1LE: Ainda mais esportivo

Chevrolet Camaro 2016

A surpresa é o lançamento de uma versão 2.0 do veículo – que deverá ser, também, a opção com preço mais acessível, por motivos óbvio. Pode haver, no mercado brasileiro, um efeito colateral interessante.

Quando a geração anterior do modelo foi lançada em 2010, a situação econômica era consideravelmente mais estável, e foi um relativo sucesso de vendas para a montadora, considerando seu preço. Com a versão 2.0 o Camaro 2016 pode tentar brigar por algum espaço, considerando que boa parte de seu valor no mercado brasileiro estava mais ligado à sua imagem do que à motorização em si.

Revisão do design

Como esperado para o lançamento de uma nova versão de um muscle car clássico, os toque no design foram razoavelmente conservadores, e mantiveram os principais traços característicos. A dianteira, que já possuía um ótimo visual agressivo, ficou levemente mais “invocada”, com a lataria fechando-se um pouco mais sobre os faróis – visual que já é tipicamente atribuído ao Camaro.

Chevrolet Camaro 2016 interior

O vincos do Camaro tornaram-se ainda mais evidentes, parecendo haver um preocupação da marca em – diferentemente de seus principais concorrentes – realizar uma mudança gradual de um muscle car tipicamente quadrado para um muscle car moderno e atualizado. Se a intenção é esta, o Camaro 2016 parece estar seguindo um ótimo caminho.

Internamente, a Chevrolet busca adicionar mais tecnologia e conectividade, incluindo funcionalidades que sejam condizentes com a atual preocupação de ter um Camaro com consumo menos exagerado.

Opções de motorização

O Camaro 2016 foi lançado pela Chevrolet com três versões, o que pode incomodar os mais puristas do conceito do carro.

No topo da linha, há a clássica versão SS, com um motor V8 ainda mais potente que a versão atual. São 461 cavalos de potência, frente aos 426 cavalos do modelo 2010. Além das modificações no motor, a versão ganhou potência por mudanças estruturais que a tornaram mais leve.

Chevrolet Camaro 2016 motor
Camaro versão SS com motor V8

O motor da versão intermediária é um V6 de 340 cavalos, que traz a esportividade esperada de um carro desta categoria, sem os exageros comuns dos muscle cars – tanto em potência quanto em consumo.

O modelo de entrada, por outro lado, é a polêmica da vez. A resposta da Chevrolet aos concorrentes mais econômicos foi um Camaro com motor 2.0 de 314 cavalos. Os número não são, nem de longe, ruins – a questão é saber se eles serão suficientes para competir com a expectativa que o nome gera.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas