Início » Carros » Chery Tiggo 7 2018 chega ainda no primeiro semestre

Chery Tiggo 7 2018 chega ainda no primeiro semestre

De toda a frenética atividade da montadora chinesa no Brasil, o Chery Tiggo 7 2018 parece ser – de longe – o que mais chama a atenção do público. De fabricação nacional, o modelo deve chegar ao mercado brasileiro ainda em 2018, aposentando de vez qualquer pretensão de um Tiggo 5 por aqui, e adotando uma série de atualizações e escolhas visuais que realmente impressionam.

O crossover médio tinha data de estreia praticamente marcada em março de 2018, mas uma greve organizada na fábrica fez com que o lançamento fosse atrasado. Há expectativas, no entanto, que o modelo chegue ainda no primeiro semestre, e as apostas são de que é essa a melhor chance da Chery para ganhar mais força no mercado brasileiro.

Chery Tiggo 7 2018

Resta observar, agora, se o Chery Tiggo 7 2018 corresponderá às expectativas do mercado, e qual será o seu impacto entre os tão prestigiados crossovers, por aqui. Saiba o que esperar do modelo, o que já foi confirmado e o que se especula a respeito do Chery Tiggo 7 2018:

Design agressivo é grande destaque

Chery Tiggo 7 2018 traseira

Atualmente, é bastante comum falarmos sobre o quanto os modelos chineses deixaram de ter um visual antiquado e pouco atrativo, muito diferentemente do que acontecia anos atrás, na primeira geração destes modelos.

O Chery Tiggo 7 2018 é um dos grandes exemplos deste tipo de mudança de postura visual. O desenho do crossover é robusto, com vincos precisos e bom gosto. É uma postura confiante, que reflete em um visual muito acertado ao modelo.

Sem economia nos equipamentos

Chery Tiggo 7 2018 interior

Essa mudança de posicionamento também pode ser observada em relação ao amplo conjunto de equipamentos e itens de segurança utilizados para o modelo. Controles eletrônicos de tração e estabilidade, assistente de partida e um generoso conjunto de seis airbags mostram que o Chery Tiggo 7 2018 não tem nenhuma intenção de ficar atrás da concorrência no que diz respeito à lista de equipamentos.

O mesmo pode ser dito a respeito do design e dos itens internos do modelo. No centro do painel, a central multimídia parece bem arranjada entre as saídas de ar, com generosas nove polegadas de tamanho. Câmeras de estacionamento traseiras e dianteiras podem ser monitoradas por ela, e o ar-condicionado digital de duas zonas mostra a intenção da marca de oferecer conforto.

Outros destaques interessantes são focados no condutor. O painel de instrumentos é híbrido: além dos mostradores analógicos, um display digital centralizado de 4,8 polegadas permite um ajuste mais dinâmico das informações mostradas durante a condução.

Motor praticamente confirmado

Embora a montadora ainda não tenha realizado nenhum anúncio onde a ficha técnica completa do modelo estivesse presente, as opções para motorização são tratadas como confirmadas pela imprensa especializada.

A principal aposta é o mesmo 1.5 turbo que roda no mercado chinês. O propulsor é capaz de entregar até 147 cavalos de potência, e espera-se que ele tenha opções para combinar com um sistema de transmissão manual ou com um automático de dupla embreagem de seis velocidades.

Especula-se, aindam sobre a possível vinda de um 2.0 aspirado, capaz de entregar cerca de 122 cavalos de potência. Este modelo, mais simples, possivelmente seria combinado com um câmbio CVT de seis ou sete velocidades. Considerando as escolhas mais voltadas a agradar um público mais exigente, é mais provável que o Chery Tiggo 7 2018 chegue com o 1.5 turbo.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas