Início » Carros » Chery Tiggo 2: Novo SUV compacto estreia em 2017

Chery Tiggo 2: Novo SUV compacto estreia em 2017

O Chery Tiggo 2 deve estrear em 2017 para surpreender o mercado em relação à nova fase da chinesa Chery no Brasil. Apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo junto ao sedã Arrizo 5, o modelo é o SUV compacto da marca que pretende fazer frente a estreias de peso.

É, também, o primeiro de uma linha de pelo menos três modelos utilitários que serão desenvolvidos pela montadora, se os resultados forem positivos.

Saiba tudo sobre o Chery Tiggo 2, e o que esperar deste lançamento no mercado nacional:

Um SUV compacto de produção nacional

O Chery Tiggo 2 2017 chegará nas lojas brasileiras em 2017, com a proposta de ser um SUV compacto para fazer frente a modelos como o SUV da Honda inspirado no Fit. Curiosamente, sua estreia no Brasil é quase simultânea ao lançamento no mercado chinês, onde recebe o nome de Tiggo 3x.

O modelo que circulará por aqui tem produção nacional, feito diretamente na planta de Jacareí. Isso deve garantir um bom preço para o modelo, considerando que não pesa nas cotas de importação da marca. O modelo aposta em bom custo-benefício e conjunto de equipamentos para obter bons resultados.

Família chinesa de SUVs deve aumentar em breve

Além do lançamento do SUV compacto, a Chery já garante lançar, no futuro, novos SUVs para aumentar a família. Os modelos já possuem até mesmo nome: o Tiggo 7 e um novo veículo inspirado no conceito Chery TX, apresentado no Salão do Automóvel ainda em 2012.

Isso demonstra a importância e o peso depositado sobre o Chery Tiggo 2. Enquanto os resultados de vendas tímidos do Tiggo anterior foram tímidos, mas aceitáveis, a nova geração precisa performar bem no mercado para abrir caminho para os novos modelos.

Ótimo custo-benefício

Obviamente, a boa quantidade de mudanças e adições no modelo não permitirá que o Chery Tiggo 2 seja vendido pelo mesmo preço da geração anterior. Há, ainda, um visível foco em mantê-lo acessível. A versão atual sai por menos de R$ 55 mil.

A nova geração, ao que tudo indica, tentará não ultrapassar a faixa dos R$ 60 mil, o que representa um valor competitivo frente ao Honda WR-V. Resta saber se o valor será suficiente para chamar o novo público.

Beleza surpreendente

Geralmente apontado como um dos problemas emocionais dos veículos chineses, o design tende a não ser um problema do Chery Tiggo 2 2017. Bem resolvido, o modelo é belo na dianteira e na traseira, com vincos adequados e estilo próprio bastante interessante.

Mais do que isso, o modelo oferece uma personalidade perceptível – escolha geralmente evitada pelas montadoras chinesas. Parece ser um verdadeira acerto da Chery no sentido de desenvolver uma linguagem visual própria.

Motorização já conhecida

Para mover o veículo, não há novidades. O modelo deve utilizar o mesmo motor e estrutura já conhecidos no conjunto mecânico do Celer. Também produzido na planta de Jacareí, no interior de São Paulo, o modelo deve fornecer o mesmo 1.5, com algumas modificações.

O modelo, flex, não possuirá o tanque adicional de combustível para uso a álcool, o que demonstra investimento em desenvolvimento. Infelizmente não muda, também, o câmbio manual de cinco marchas, sem previsão para ser substituído por um automático de série.

Uma aposta para definir o futuro

Sendo a Chery a única fabricante chinesa que consolidou sua promessa de uma fábrica brasileira, o futuro do Tiggo 2 parece essencial para o desenvolvimento da própria marca no Brasil. O alto investimento precisa de retorno, e a intenção de uma linha mais numerosa precisa de uma justificativa mercadológica.

Mais do que isso, a performance comercial do Chery Tiggo 2 será essencial na definição de viabilidade para outras marcas que cancelaram sua vinda recentemente. Por isso, há muito sendo esperado do pequeno SUV chinês.

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas