Início » Todos os posts » Carros » Carros antigos » Carros Hot Rod: sucesso entre os entusiastas automotivos

Carros Hot Rod: sucesso entre os entusiastas automotivos

Uma verdadeira paixão entre os motoristas, os carros Hot Rod são extremamente exaltados há muitos anos. Mas a moda, que passou a ser esquecida na última década, voltou com tudo. Longe de parecer com um veículo tradicional, este modelo mobiliza uma legião de fãs em todo o mundo.

A principal característica dos carros Hot Rod são é a mecânica potente, que surpreende por serem modelos um pouco mais antigos. Na tradução literal, o carro é chamado de “biela quente”. Há uma série de colecionadores espalhados pelo mundo, que criam eventos especializados para exibirem os seus carros absolutamente conservados.

História dos carros Hot Rod

Marcantes, imponentes e cheios de charme, estes modelos possuem muita história para contar. A fama começou a surgir na década de 50, quando a Segunda Guerra Mundial foi encerrada e as indústrias retomaram a produção com muita força. Nesta retomada, os carros fabricados eram praticamente iguais aos da década de 40, o que fez muitas pessoas aderirem aos modelos antigos sem preocupações.

E, com isso, muitas pessoas começaram a se especializar na montagem dos carros. Isso fez com que a indústria se desenvolvesse, fazendo com que a prática deixasse de ser uma distração e passasse a render grandes lucros. O que estes mecânicos faziam? Tornavam os seus carros antigos mais potentes.

Isso envolvia mudanças significativas no motor, partindo para modelos cromados V8, que tornavam a carroceria dos veículos muito mais potentes. Mas essa onda do “faça você mesmo” partiu, principalmente, para as mudanças de lataria. Foi aí que começaram a surgir uma série de modelos com cores diferentes, apostando, principalmente, nos tons reluzentes.

Com um investimento menor e com a possibilidade de personalizar o carro, foi crescendo o número de carros mais antigos em circulação. Com o passar do tempo e a expansão do mercado automobilístico, os donos destas preciosidades não se preocupavam mais em fazer com que elas circulassem. Elas passaram a ficar guardadas, dando origem aos primeiros colecionadores desta linha.

Carros Hot Rod

Divulgação sobre carros Hot Rod

Apesar de serem extremamente famosos em muitas partes do mundo, os carros antigos ainda não são extremamente populares no Brasil. Mas há um público extremamente fiel, que está sempre em busca das novidades. Os grandes berços da febre dos carros Hot Rod são a Ásia, os Estados Unidos, a Austrália e os grandes centros europeus.

Estes colecionadores são reconhecidos nos países citados, e estão registrados por lei, inclusive. Isso faz com que eles tenham mais facilidades, incluindo a importação de modelos detectados em outras partes do mundo. Isso faz com que existam as federações, que auxiliam os donos dos veículos em todos esses trâmites.

A organização é um dos lemas que mais se destacam neste mercado. Nos Estados Unidos, por exemplo, quem está sempre presente neste tipo de transação é a NHRA. A sigla significa National Hot Rod Association, órgão responsável por organizar eventos, fazer regulamentações e até formar competições relacionadas ao tema. Por conta desta estrutura, os americanos são altamente reconhecidos neste meio.

Detalhes sobre os veículos

O carro mais procurado entre os amantes dos Hot Rod são os modelos Ford 1932. Este é um dos carros que mais se destacam pela potência do motor, já que se trata de um dos primeiros com um motor V8. Alguns destes veículos eram utilizados para competições, sem os acréscimos de capô e para-lama.

Depois que a moda começou a ficar extremamente forte entre os colecionadores, algumas empresas começaram a se especializar na produção de peças. Mas foi por isso que um grande número de suspensões, motores e câmbios começaram a ser encontrados com maior facilidade. A cultura foi se espalhando de uma maneira mais fácil, abrindo um novo meio de mercado.

Com o avanço das tecnologias, este segmento formado por peças acabou se desenvolvendo. É neste momento que são criados os conceitos de mecânica. Isso fez com o alto desempenho fosse priorizado, e o número de clientes fosse crescendo por todo o mundo. Isso fez com que a paixão por carros também fosse se multiplicando.

Mas o alto padrão também chegou aos carros Hot Rod, criando uma leva voltada ao luxo. Dessa forma, os colecionadores começaram a entrar com investimentos cada vez maiores, fazendo com que o mercado movimentasse milhões. Mas isso cresceu de uma forma gigantesca, tornando ainda mais forte a tendência da customização.

Mudanças de estilo

A evolução deste segmento gerou uma série de diversificações, que não foram apenas para o lado sofisticado. Há uma vertente que continua viva em diversas regiões do mundo, que defendem que o Hot Rod deve estar sempre ligado aos modelos de vanguarda. E os fãs também defendem o “faça você mesmo”, motivando os colecionadores a realizarem a montagem de seus próprios veículos.

Para denominar esta linha de pensamento, foi criado o termo “rat look“, ligado a uma aparência mais suja de um veículo. São essas características que possuem um tom mais despojado, com um visual muito mais leve. A ideia é que a transformação nunca termine, e o colecionador possa ir inserindo peças e adaptando os formatos.

O fusca, por exemplo, já ganhou muito espaço entre os amantes dos carros Hot Rod. O veículo possui peças marcantes e mais baratas, podendo ser caracterizado com extrema facilidade. Isso fez com que as exposições ganhassem uma série de fuscas personalizados. O mesmo aconteceu com a Kombi nos anos seguintes, já que estes modelos também passaram por modernizações que mudaram a lataria.

Carros Hot Rod

Carros Hot Rod no Brasil

Mas mesmo com uma estrutura menor, o Brasil conta com espaços voltados para os carros Hot Rod. Os fãs desta modalidade costumam organizar eventos e exposições, sempre anunciando para o público. Um dos encontros mais tradicionais acontecem no Recife, onde datas especiais, como o “dia dos pais”, são comemoradas com este tipo de ação.

Esta onda começou a crescer no país nos últimos dez anos. Isso começou a crescer por conta do aumento das importações, o que proporcionou a chegada de muitas peças novas por aqui. Por conta da ausência destes componentes, muitas vezes os colecionadores eram obrigados a improvisar, aplicando peças totalmente diferentes aos veículos expostos em outros países.

Hoje no Brasil, um investimento em carros Hot Rod não é tão barato. Um projeto qualificado está orçado em, no mínimo, R$200.000. Dependendo do modelo a ser replicado, você poderá investir até o triplo deste valor.

Comentar

Clique aqui e deixe seu comentário

Carros 2019: Confira os principais lançamentos

Recurso de multas