Início » Todos os posts » Dicas » Carreta para barco: manutenção, segurança, tipos, preços

Carreta para barco: manutenção, segurança, tipos, preços

Uma carreta para barco tanto guarda quanto transporta uma pequena embarcação. Ela pode ser um “quebra galho” e tanto se você escolher bem, fazer as devidas manutenções e usar com segurança.

Uma das grandes vantagens de quem tem um pequeno barco ou um jet ski é ter a possibilidade de guardá-lo em lugares como a garagem de sua casa. Isso pode ser feito colocando-o sobre uma carreta simples, o que economiza o aluguel de vagas na marina.

Veja também – Curso MOPP: o que é, como fazer e quais as vantagens?

Além do mais é possível levá-lo para qualquer lugar que se queira, sem que se faça grandes sacrifícios. No entanto, como tudo na vida, esses benefícios têm um preço.

Neste artigo, vamos trazer uma breve explicação acerca de como escolher a melhor carreta e tudo o que diz respeito às suas manutenções e sistemas de segurança de uso.

Os tipos de carreta para barco e suas características

Carreta rodoviária

A carreta rodoviária possui as seguintes características:

  • Produzida em aço ou madeira;
  • Possui pneus e rodas automotivas;
  • Possui luzes traseiras;
  • Engate de lanchas de até 25 pés;
  • Recomendada para quem não possui vaga na marina.

Carreta rodoencalhe

A carreta rodoencalhe possui as seguintes características:

  • Produzida em madeira;
  • Possui pneus e rodas automotivas;
  • Engate de embarcações de qualquer porte;
  • Recomendada para movimentação da embarcação para fora e para dentro da marina.

Carreta para barco

Berço de madeira

O berço de madeira possui as seguintes características:

  • Produzida em madeira;
  • Possui rodízios de ferro ou nylon;
  • Recomendada para a movimentação provisória de embarcações em área plana.

Carreta para barco: como escolher a mais certa

Quem tem a disposição de transportar sua embarcação de lá para cá, sabe que não é nada prático ter um equipamento que não facilita essa ação. Portanto, é preciso escolher bem uma carreta para barco no intuito de evitar aborrecimentos e manter a segurança.

Essa escolha requer tempo para analisar alguns requisitos básicos. Sendo assim, algumas perguntas devem ser respondidas para definir o tipo de carretinha que se deve adquirir.

Por exemplo, você pretende levar o seu barquinho para onde? Se é costume navegar em alto mar, a carreta para barco mais indicada precisa ser de aço galvanizado no fogo. Este material é muito mais resistente à corrosões e tem uma vida útil de cerca de dez anos.

As carretinhas fabricadas em madeira, alumínio ou o convencional aço são mais apropriadas para a utilização na água doce. Em seguida, faça a verificação quanto à capacidade do carro de puxá-la juntamente com um barco em cima, o que inclui equipamentos e motor.

Se a carga em um total não ultrapassar 500 kg, qualquer automóvel que possua um motor com mais de 1,4 litro servirá. Se tiver que puxar um peso maior que esse, será preciso utilizar uma pickup que tenha tração nas quatro rodas. Além do mais, a carreta para barco terá que possuir seus próprios freios. Esta é uma norma de trânsito que tem o intuito de manter a segurança.

A segurança em termos de carreta para barco

Não se precisa de habilitação especial para dirigir um automóvel com reboque, exceto pelo Dodge RAM e pelo Ford F-250. Estes são considerados caminhões, portanto, exige-se carteira de habilitação com a categoria C.

A legislação de trânsito, no entanto, determina que a carreta para barco, assim como o que está sobre ela, deve ter menos 2,60 m. Esta medida é equivalente à boca de um barco com, por exemplo, 25 pés. Os cascos que são maiores só poderão ser transportados mediante uma autorização emitida pelo departamento de trânsito.

Contudo, caso a sua embarcação seja tão grande, recomenda-se realmente alugar alguma vaga na marina. Isso porque, rebocando barcos sobre carretas, há um aumento do tempo de duração da viagem. A recomendação é que se trafegue com 20% menos velocidade que o limite.

Ainda é preciso levar em conta o combustível consumido, que é aproximadamente 50% à mais. Tem também os custos com pedágio que, conforme o tipo da carreta, é pago por até dois eixos mais.

Algumas dicas de manutenção e segurança

Antes de sair por aí com a sua carreta para barco, fique atento às seguintes questões:

  • Verifique se o tanque de combustível e o tanque de água da embarcação estão vazios. Isso aumenta muito o peso;
  • Faça a lubrificação quinzenal do mecanismo que deixa preso o engate do veículo à ponteira da carreta;
  • Verifique constantemente como estão as condições do rolamento das rodas da sua carreta para barco. Este deve ser trocado anualmente, a fim de evitar que as rodas do reboque acabem se soltando;
  • Amarre com precisão a popa e a proa da embarcação à carreta. Tenha em mente que nas freadas bruscas, os barcos tendem pender para cima do carro;
  • Opte preferencialmente pelas carretas que têm o mesmo tamanho e tipo de roda do automóvel, assim não será preciso carregar o estepe sobressalente;
  • Atente-se quanto à retirada dos estofamentos que estão soltos no barco. Com o vento, o que não está preso pode voar caminho a fora.

Carreta para barco

Como uma carreta para barco deve ser

  • Guincho – É preciso o uso de roldanas de material plástico para o apoio dianteiro da embarcação;
  • Berço – É preciso ter ao menos suas vigas para apoio transversal ou longitudinal;
  • Para-lamas – É preciso que sejam resistentes, uma vez que servirão de apoio para que se suja o barco. São obrigatórios de acordo com a lei;
  • Roda dianteira – É recomendável que se tenha, já que auxilia em manobras na terra. Existem algumas rodas com regulação de altura, que deixam a proa mais alta que a popa para que seja feita a drenagem de água depois dos passeios;
  • Guia lateral – Também chamada de baliza, deve ser revestida com material carpete ou plástico, de forma que não danifique o casco;
  • Placa exclusiva – A carreta para barco é considerada um veículo. Sendo assim, todas as carretas possuem documentação e chassi. Precisam ser licenciadas anualmente, mas não é devido o pagamento de IPVA;
  • Encosto dianteiro – É preciso o uso de roldanas de material plástico para o apoio dianteiro da embarcação;
  • Tamanho correto – Conforme a legislação de trânsito, as carretas precisam ter, ao menos, um centímetro mais que o comprimento total dos cascos e de seus motores.

O preço médio das carretas para barco

O preço médio de uma carreta para barco gira em torno de R$ 3.500,00 a R$ 15.000,00. Essa variação de valores costuma acompanhar o tipo de carreta que se está adquirindo.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre como escolher, como fazer pequenas manutenções importantes, bem como assegurar que tudo esteja em perfeita ordem para uso, não tem desculpas mais para não adquirir uma carreta para barco correta.

Comentar

Clique aqui e deixe seu comentário

Carros 2019: Confira os principais lançamentos

Recurso de multas