Início » Motos » BMW G 310 R 2017 é nacionalizada

BMW G 310 R 2017 é nacionalizada

A BMW G 310 R 2017 representa a continuação da jornada da montadora para desenvolver modelos práticos e razoavelmente acessíveis sobre duas rodas, para um público mais amplo de consumidores. É essa, aliás, toda a missão da família GS de motos BMW.

Acessível, é claro, não significa simplesmente barata: significa um valor justo por um produto de qualidade digna de um modelo BMW. Ao menos, essa é a promessa para a BMW G 310 R 2017, com pouco mais de 300 cilindradas, a menor de toda a linha sobre duas rodas da montadora.

No Brasil, há uma pacote adicional de novidades, que é a nacionalização de sua produção. O movimento promete garantir preços mais acessíveis e competitivos para o modelo, colocando em prática o planejamento da BMW de garantir um modelo mais acessível.

Saiba mais sobre a BMW G 310 R 2017, e quais são suas novidades:

Design atraente

Basta olhar para a BMW G 310 R 2017 para ter certeza de que a BMW tinha muito bem o que desejava entregar em mente. Trata-se de uma naked que claramente não conserva pesos e curvas que não façam sentido em seu visual. Essa definição no estilo roadster parece deixar claro que trata-se de uma moto construída com qualidade e com leveza, e imediatamente fica evidente que a BMW pretende entregar a melhor performance possível, mesmo em seu modelo de entrada.

O pequeno farol dianteiro em sua discreta carenagem apresenta a quantidade correta de agressividade nos detalhes, inclinando-se para a frente da moto. Seguindo por sua silhueta, o tanque de gasolina gera uma interessante angulação mais agressiva, e é nos banco que torna-se definitiva a proposta do modelo. O banco do piloto aprofunda-se, enquanto sua traseira é erguida para deixar claro o sangue urbano da BMW G 310 R 2017.

Motorização generosa

Fala-se que uma das possíveis virtudes essenciais para a igreja é a temperança. Se isso for verdade, a BMW pode entrar na carreira eclesiástica, mostrando sua G 310 R 2017 como caso de sucesso. Não há nada de exagerado em sua motorização, mas isso não quer dizer que falte algo nela.

BMW G 310 R 2017

Pelo contrario: suas 313 cilindradas entregam cerca de 35 cavalos de potência máximos, o que não deixa nada a desejar no quesito performance, para o seu segmento. É o suficiente para levar a moto a quase 150 km/h de velocidade máxima, a um impressionante consumo médio de 30,2 km/l.

O motor de um único cilindro deixa clara sua qualidade, especialmente em conjunto com um sistema de transmissão de seis velocidades, que otimiza também a sua aceleração. Os números deste aspecto, no entanto, não foram oficialmente divulgados pela montadora.

E no Brasil?

Como já mencionado, o mercado brasileiro contará com a novidade da produção nacional da G 310 – tanto GS, quanto R. A produção ocorre em Manaus, e busca oferecer maior competitividade. A ideia é que os dois modelos já estejam em produção até o final de 2017.

Isso permitirá que os preços sejam interessantes, embora ainda falta a confirmação oficial a seu respeito. Estima-se um valor entre R$ 22 mil e R$ 25 mil para sua chegada ao mercado, considerando o valor de suas principais rivais já estabelecidas.

Carros 2018: Confira os principais lançamentos

Acompanhe nossas atualizações

Recurso de multas